Edit Content

Objetivo do Fórum

“Tabela SUS-Paulista, Regionalização, Prestação de Contas e Gestão ESG, novos atores definem o principal programa de incentivo no estado de São Paulo das entidades filantrópicas. O financiamento é sempre um desafio e balizam a qualidade da assistência prestada por estes hospitais. Cada vez mais importante e complexo a correta captação, contratação, utilização e prestação de contas de recursos públicos. Neste Fórum ouviremos os novos atores do principal programa de incentivo no estado de São Paulo e as orientações dos órgãos de controle quanto à Regionalização, Prestação de Contas, Tabela SUS Paulista, como também discutiremos as melhores e mais refinadas ferramentas de gestão.”

COORDENADOR: Thiago da Silva

09h às 10h30 – Tabela SUS-Paulista – Passado Presente e Futuro – novos atores definem o principal programa de incentivo no estado de São Paulo

Palestrante: João Gabbardo

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 15h30 – Captação, contratação, utilização e prestação de contas: Tribunal de Contas e Coordenadoria do Estado de São Paulo, o que de fato precisamos fazer?

Palestrante: Marcela Pégolo da Silveira

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – Regionalização: o que podemos e devemos aprender?

Palestrante: Domingos Guilherme Napoli

Edit Content

Objetivo do Fórum

A Saúde está vivendo o maior processo de transformação dos últimos 50 anos tanto digital quanto comportamental, social e de negócios que influenciam todas as instituições públicas e privadas. Conviver com incertezas é o novo normal? Para sobreviver e crescer neste cenário é fundamental atualizar nossos modelos de liderança. Formar líderes inovadores, digitais, humanos e que saibam equilibrar a inteligência emocional com a inteligência artificial haja vista que os próximos anos serão de busca do equilíbrio entre o digital e o humano na liderança. Nosso desafio é atualizar as lideranças do setor e formar uma próxima geração de líderes da saúde focada em resultados que saiba equilibrar inovação, novas tecnologias com o lado humano e sensível da Saúde, afinal somos um setor de gente que cuida de gente. Neste contexto a agenda ESG (Ambiental, Social e Governança) tem um papel de destaque, pois, considerando que meio ambiente não é o que herdamos de nossos pais, mas o que deixamos para nossos filhos temos grandes compromissos com o mundo atual e as novas gerações. Isto posto, para ter essa visão Ambiental, as lideranças precisam compreender que:
• Social é o equilíbrio dos recursos para que todos possam ter acesso a um padrão mínimo de dignidade;
• Governança é a forma como gerimos os recursos para alcançar os objetivos.
O Fórum de Gestão com Pessoas experiencial vem trazer luz a este momento de transformação por meio de vivências e dinâmicas aos fatores digitais e emocionais que podem levar os líderes a dar um salto na produtividade e exponenciar os resultados de seus times.

COORDENADOR: Roberto Gordilho

09h às 10h30 – Inteligência Artificial: Desmistificando o monstro, ela não vai “roubar” nossos empregos, mas vai transformar nosso trabalho

Palestrante: Renato Sabbatini

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h- Almoço

14h às 15h30 – Quanto mais IA, mais importante ser humano na liderança, as competências essenciais de um líder em mundo ESG.

Palestrante: Ana Tomazelli

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h às 17h30 – Como montar um Programa de Desenvolvimento de Líderes (PDL) para seu hospital

PalestranteEuler Baumgratz

Edit Content

Objetivo do Fórum

O objetivo do Fórum Jurídico é apresentar oportunidades e perspectivas para atuação do setor jurídico voltado à atuação consciente e sustentável. Na primeira parte do Fórum a proposta é debater e validar material previamente elaborado sobre emendas parlamentares, a fim de apoiar os filiados da Fehosp na busca dessas verbas e na prestação de contas. Na segunda parte do Fórum Jurídico, a proposta é tratar de temas desafiadores às entidades sem fins lucrativos, tais como: Internveção e Requisição Administrativa de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos; Piso de Enfermagem; Pesquisa Clínicas e oportunidades; bem como as perspectivas jurídicas do ESG.

COORDENADORA: Teresa Gutierrez

09h às 09h45 – Programação para Fórum de 2025: levantamento de temas e principais demandas jurídicas do setor

09h45 às 10h30 – Intervenção e Requisição Administrativas

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 14h45 – Piso de Enfermagem

14h45 às 15h30 – Pesquisa Clínicas

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – LGPD na saúde pública e suplementar: desafios e oportunidades

Edit Content

Objetivo do Fórum

Este fórum tem como objetivo identificar as oportunidades ESG na sua cadeia de suprimentos, incorporando os três elementos (meio ambiente, social e governança) em todos os processos e decisões a fim de destravar os benefícios estratégicos e operacionais de relações mais saudáveis dos fornecedores. A busca desta jornada é integrar a gestão sustentável de fornecedores em sua instituição, criando processos de suprimentos mais transparentes, responsáveis e gestão de risco. Nesse desafio, vamos juntos conhecer um pouco sobre a logística reversa, trazendo na discussão a questão ambiental e social da destinação de nossos resíduos. Os participantes terão a oportunidade de conhecer e realizar uma compra conjunta com resultados positivos e econômicos para o seu hospital. Isso mesmo! Afinal, JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

COORDENADOR: Francisco Carlos Sterzo Jr.

09h às 09h30 – A importância da escolha dos fornecedores alinhados aos indicadores ESG, para formação de uma cadeia de suprimentos mais sustentável.

09h30 às 10h – Metodologia Red Green Days – aplicação na cadeia de suprimentos hospitalares

Palestrante: Vanessa Holanda Gila

10h às 10h30 – Perguntas e Respostas

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 15h – Logística Reversa como uma ferramenta para o crescimento econômico e desenvolvimento socioambiental sustentável.

15h às 15h30 – Perguntas e Respostas

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h15 – Compra Conjunta – Unindo forças da nossa história para gerar boas oportunidades de negócios.

Palestrante: Leandro Ramos

Edit Content

Objetivo do Fórum

A aplicação dos pilares que compõem a Governança Clínica é a base para entrega de Valor ao paciente. Ao mesmo tempo práticas ESG podem garantir a sustentabilidade das operações de saúde, minimizar o impacto ambiental das práticas médicas e promover a saúde e o bem-estar dos funcionários e da comunidade. A união destes dois assuntos em uma única agenda pode potencializar os resultados obtidos por cada um destes. Desta forma, pensar em Governança Clínica requer a observância de questões sensíveis que perpassam pela ética, otimização de recursos, inovação e tecnologia a fim de minimizar o impacto do setor de saúde na cadeia produtiva tendo em vista ser um dos setores que mais poluem. Os participantes do Fórum de Governança Clínica terão a oportunidade de experenciar temas sensíveis e de altíssima relevância para a gestão hospitalar com o fortalecimento dos times internos, familiares e pacientes em prol da valorização da vida.

COORDENADOR: Dr. Luis Fernando Colla

09h às 09h45 – Governança Clínica para Sustentabilidade: qualidade e gerenciamento de riscos

Palestrante: Breno Duarte

 09h45 às 10h15 – Health Equity: Importância para a governança e resultados

10h15 às 10h30Discussão

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 14h30 – Engajamento das Equipes para entrega de Resultados

14h30 às 15h – Links de Comunicação para fortalecer a Governança

Palestrante: Raimundo Nonato

15h às 15h30 – Discussão

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 16h35 – Engajamento como Modelo de Gestão – Case de Sucesso

16h35 às 17h10 – Gerenciamento da Rotina Diária para Garantir a Sobrevivência Institucional com a Redução de Desperdício e Otimização de Recursos

17h10 às 17h30 –Discussão

Edit Content

Objetivo do Fórum

Atualmente as organizações não precisam mais escolher entre construir um mundo mais sustentável ou ter bons resultados. Boas práticas de ESG (governança, responsabilidade social e meio ambiente) são consideradas variáveis que favorecem as organizações uma vez que, adotando estas práticas, impactos positivos são percebidos, principalmente com o aumento de seu valor no mercado. Neste sentido, também caminham as organizações de saúde; logo, o Fórum de Hotelaria e Hospitalidade possui como objetivo central demostrar as ações que o setor de hotelaria e hospitalidade desenvolvem para contribuir com práticas de ESG procurando transformar a sustentabilidade em vantagem competitiva. Serão abordadas temáticas que envolvem gestão de resíduos, escassez de água, práticas de diversidade na equipe de hotelaria e segurança do trabalhador além de ações voltadas à experiência do paciente e a comunidade, com proposta de debates que apresentam casos práticos, com maior interação entre palestrantes e ouvintes.

COORDENADORA: CLAUDIA RAFFA

9h às 10h30 – O Impacto das Ações Educacionais no Resultado do Programa de PGRSS: um relato de experiência

Palestrantes: Érica Renata de Jesus e Fernanda Ribeiro de Araújo Oliveira

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 15h30 – DiversificaMente: como tirar os pesos das costas reciclando ideias ultrapassadas

Palestrantes: Katya Hemelrijk e Carolina Ignarra

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – Experiência do Paciente e suas conexões: transformando a experiência humana

Palestrante: Cintia de Lima Amorim

Edit Content

Objetivo do Fórum

Estimular o diálogo franco, transparente e construtivo entre o setor filantrópico da saúde do Estado de São Paulo e os gestores do SUS em busca de aprimoramentos nas políticas públicas de oncologia.

COORDENADOR: Tiago Farina

9h – 9h30 – Momento Parceiro Fehosp

9h30 – 10h – Momento Parceiro Fehosp

10h – 10h30 – Apresentação do Núcleo de Inteligência Filantrópica de Políticas em Oncologia

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h30 – Diálogo do Setor Filantrópico com o Ministério da Saúde sobre a atenção oncológica

12h30 às 14h – Almoço

14h às 15h30 – Diálogo do Setor Filantrópico com a Secretaria de Estado da Saúde do Estado de São Paulo sobre a atenção oncológica

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h45 às 17h30 – Diálogo do Setor Filantrópico com o COSEMS/SP sobre a atenção oncológica

 

Edit Content

Objetivo do Fórum

A relação entre ESG (Environmental, Social, and Governance) e a qualidade, segurança e experiência do paciente está relacionada ao fato de que a gestão de uma organização de saúde pode ser avaliada não apenas com base em aspectos financeiros, mas também em termos de seu impacto ambiental, responsabilidade social e governança eficaz. Aqui estão algumas maneiras pelas quais esses conceitos se conectam:
1) Qualidade do Atendimento ao Paciente: A qualidade do atendimento médico (assistencial – o que acha de substituir médico por assistencial) é um componente essencial da governança de uma organização de saúde. A boa governança inclui a definição de políticas e práticas que assegurem a qualidade dos serviços prestados aos pacientes. Isso envolve o estabelecimento de padrões de atendimento, a formação de profissionais de saúde e a implementação de processos de melhoria contínua para garantir a segurança e eficácia do tratamento.
2) Segurança do Paciente: A segurança do paciente é uma parte crítica da qualidade do atendimento médico (assistencial). Organizações de saúde que adotam práticas de governança eficazes se esforçam para minimizar erros médicos, garantir a precisão do diagnóstico e tratar os pacientes com segurança. Essa preocupação com a segurança do paciente também se relaciona com o aspecto social do ESG, uma vez que envolve o compromisso de cuidar do bem-estar da comunidade.
3) Experiência do Paciente: A experiência do paciente se refere à forma como os pacientes percebem e vivenciam o atendimento que recebem. Isso inclui a comunicação com a equipe de saúde, a acessibilidade aos serviços, o conforto nas instalações e o respeito às preferências e necessidades individuais dos pacientes. A experiência do paciente está intrinsecamente ligada à dimensão social do ESG, pois reflete o compromisso de uma organização com o bem-estar e a satisfação de seus pacientes. Em resumo, a interseção entre ESG e qualidade, segurança e experiência do paciente destaca a importância de uma gestão eficaz e ética das organizações de saúde, que não apenas forneça cuidados de alta qualidade, mas também leve em consideração seu impacto ambiental e social, bem como sua governança. Isso pode resultar em um atendimento mais responsável e sustentável aos pacientes e à comunidade em geral.

COORDENADORA: Camila Lorenz

09h às 9h45 – Como trazer adesão e qualidade na radioterapia?

Palestrante: Leandro Rafael Bragadini

09h45 às 10h30 – Redução de mortalidade em UTI Neonatal

Palestrante: Camila Redigolo Raymundo Bahillo

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14h às 15h30 – “A importância do Social (ESG) para manutenção da saúde”

Palestrante: Ticiane Carolina G Faustino Campanili

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – Histórias reais de pacientes com voz

Palestrante: Fernanda Barone

Edit Content

Objetivo do Fórum

ESG é uma jornada de transformação para garantir um mundo ético, sustentável e inclusivo que possibilite uma melhor qualidade de vida à todos. Neste cenário, ações efetivas para a implantação do ESG se fortalecem com a comunicação, que deve não apenas divulgar, mas também dialogar e engajar stakeholders, assim todas as áreas das organizações devem estar comprometidas nessa jornada ética e de sustentabilidade. Empresas, governo e imprensa têm dado cada vez mais ênfase as iniciativas de impacto socioambiental, assim é necessário reinventar a forma de se comunicar, a fim de demonstrar os reais impactos para sociedade, contribuindo para a solidez da reputação e a sustentabilidade, através do desenvolvimento de estratégias de comunicação e captação de recursos. A comunicação e a captação de recursos estão diretamente relacionadas aos conceitos de ESG, desta forma as instituições que comunicam eficazmente suas iniciativas ESG tem maior chance de atrair investimentos e a comunicação eficaz das práticas e do seu desempenho tem papel essencial nos dias atuais na atração de recursos financeiros. Desta forma, a comunicação desempenha um papel vital na disseminação, prestação de contas e integração dos princípios ESG nas operações e cultura institucional, apoiando a construção da confiança dos stakeholders, atração de investidores, cumprimento de regulamentações e alcance de metas de sustentabilidade. A comunicação transparente é eficaz e fundamental para o sucesso das estratégias ESG das organizações.

COORDENADORA: Júlia Povoas

9 às 10h30 – Uma visão atualizada sobre como a Comunicação alinhada ao Propósito Institucional pode gerar engajamento e resultados financeiros.

Palestrante: Bruno Peres

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Momento Parceiro Fehosp

12h30 às 14h – Almoço

14 às 15h30 – A importância da Comunicação na trajetória de implantação de ESG, os impactos e resultados para a organização.

Palestrante: Milena Gonçalves

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – Como a construção do ESG do Bank of America poderá ser aplicada aos hospitais, gerando oportunidades e impacto na sustentabilidade.

Palestrante: Thiago Fernandes

Edit Content

Objetivo do Fórum

O objetivo do Fórum de Inovação e Tecnologia de 2024 é oferecer aos seus participantes a oportunidade de conhecer experiências, soluções, tendências tecnológicas e de inovação que possam impactar suas organizações na tríplice temática da sustentabilidade: meio ambiente, social e governança. É inegável que as ações estratégicas do ESG caminham intimamente ligadas com os processos de inovação e aquisição ou consumo de tecnologias nas organizações de saúde. Desta forma, ações inovadoras podem contribuir para a sustentabilidade do setor de saúde assim como o uso eficaz de tecnologias pode promover a integração dos negócios intra e extramuros, contribuindo para um melhor gerenciamento dos riscos assim como com um melhor aproveitamento de oportunidades que certamente existem num momento em que o mundo testemunha uma transição climática, social e de governança.

COORDENADOR: Emanuel Salvador Toscano

9h às 9h40 – Afinal, o que é ESG?

9h40 às 10h15 – Como a tecnologia pode contribuir com os hospitais para a gestão dos riscos e impactos ambientais das atividades de saúde

Palestrante: Rodrigo Henriques

10h15 às 10h30 – Sessão perguntas e respostas

10h30 às 11h15 – Coffee Break

11h15 às 12h15 – Experiências com inventário de emissões

12h30 às 14h – Almoço

14h às 14h25 – Inovação e Tecnologia Empregadas na Gestão dos Riscos e dos Impactos Climáticos para área de saúde.

14h25 às 14h50 – Case de Sucesso no Gerenciamento da Infraestrutura com o Uso de Tecnologia.

14h50 às 15h20 – A Influência da agenda climática nos projetos de novas estruturas hospitalares

15h20 às 15h30 – Sessão perguntas e respostas

15h30 às 16h15 – Coffee Break

16h15 às 17h30 – Case sucesso de uso de IA e outras tecnologias na governança da Saúde