faltam apenas

Dias
Horas
Minutos
Segundos

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO – Congresso / Pré-Congresso

Pré-Congresso Fehosp

14 de Outubro – 8h30 ás 11h.

Tema Central 2020: Perspectivas para a Saúde Filantrópica: Plano de Retomada e Inovação.

Proposta: Os desafios para o gestor de serviços de saúde são diversos, mas as oportunidades também. Vamos debater sobre os fatores que estão provocando mudanças no segmento da Saúde, bem como as ações e inovações a serem consideradas para planejar o futuro da gestão dos hospitais filantrópicos. Mitos ou verdades?

Tema

O que será abordado

Palestrante

Boas-vindas

Abertura

Edson Rogatti

Plano para o futuro: oportunidades na gestão dos hospitais filantrópicos

Estratégias e discussões sobre plano de retomada das atividades Hospitais filantrópicos, organização da retomada dos atendimentos, Realidade dos Hospitais Filantrópicos, oportunidades de gestão, Tecnologias para ganho de eficiência, redução de custos, Papel das instituições Filantrópicas, Sindemia, Prestação de contas COVID-19 outros

Mediador:

Antônio Carlos Nunes de Azevedo

Palestrantes:

Luiz Otávio Franco Duarte

Kátia Rocha 

Jeff Plentz 

Rogério Bartkevicius

Transformação digital na saúde: antes resistência, agora urgência

 

Cenário pré-Covid: com a presença de hábitos digitais já estabelecidos na população, mas com baixa entrada no setor de saúde.

A redução da receita dos hospitais fez com que os hospitais buscassem alternativas inovadoras para manter o atendimento ao público.

Jeff Plentz

 

Como IA pode contribuir no atendimento aos pacientes?

Contexto da Telemedicina no Brasil e em outros países da Europa. Tendências do uso da Telemedicina pós Pandemia

Vladimir Pizzo 

19h ás 20h30 Abertura com Presidente
Palestra de Abertura  Convidado especial
Uma História de Superação 
Palestrante: Roman Andrade Romancini 

Brasiliense, formado em Física Pura e Aplicada pela UNICAMP e MBA em Administração pelo IBMEC, é um sonhador megalomaníaco. Com mais de 20 anos de experiência profissional, iniciou sua carreira em um acelerador de partículas, morou em diversos países da América Latina fazendo startups, passou por empresas como Embraer, Ericsson, Oracle e NOKIA. Hoje é Vice-Presidente de vendas na SALESFORCE. Começou a subir montanhas em 1992. Atualmente, divide seu tempo entre a paternidade, expedições às mais altas montanhas deste planeta, palestras, artigos e projetos “intrapreendedores” e sociais nas grandes corporações e instituições não-governamentais. Já escalou montanhas nos Andes, nos Himalaias, Alasca, América Central, Rússia, África, Oceania e foi o 18º brasileiro a escalar o Everest. Produziu o documentário “Além dos Sonhos”, selecionado em 7 festivais e que já conta com 3 premiações.

8h30 às 11h30 Painel I – Rentabilidade e sustentabilidade do setor filantrópico da saúde. Mitos e Verdades. 
Palestrante:
Proposta do Tema: O que é mito, e o que é verdade? As diversas realidades que compõem a estrutura das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, oferecem múltiplas análises e leituras. O SUS atende às necessidades de remuneração e Sustentabilidade dos nossos hospitais? O sistema de remuneração atualmente praticado é o mais adequado? Deixar de atender o SUS impactará no equilíbrio econômico-financeiro dos hospitais? O desafio é e será o de proporcionar o atendimento à população combinando composições de receitas mais realistas alinhados com os custos e com o uso de indicadores de produção ambulatorial e de internamento, buscando a segurança e qualidade assistencial. Rentabilidade, Sustentabilidade e qualidade: são mais que palavras que podem transformam mitos em verdades. 
8h30 às 8h40 Análise crítica e proposta para um modelo sistêmico. 
Palestrante:Daniel Porto Soares, Mauro Guimarães Junqueira e Vera Velente
8h40 às 9h50 Perguntas
9h50 às 10h Intervalo Café
10h às 10h40  Experiências com a Rede SUS de Belo Horizonte/MG. 
Palestrante:Jomara Alves da Silva
10h40 às 11h  Case 1 – Grupo Santa Casa BH: Desempenho Financeiro, Governança, Inovação, Pessoas e Sustentabilidade 
Palestrante:Francisco de Souza Coelho Junior
11h às 11h20 Case 2 Fundação Padre Albino A Trajetória Filantrópica da FPA: Gestão e Sustentabilidade.
Palestrante:
11h20 às 11h30 Perguntas
8h30 às 9h10  Painel II – Soluções de Negócios para o fortalecimento da Sustentabilidade dos Filantrópicos.
Palestrante: 
Proposta do Tema: Nossas entidades têm implantado soluções criativas de negócios e adesão às redes de atenção à saúde que ajudam no financiamento de suas operações hospitalares. A pretensão deste painel é trazer aos congressistas as possibilidades na adoção dessas soluções. Funcionamento em Redes e implantação de programas de Educação já trazem realizações concretas em algumas regiões, ajudando na construção de verdades que poderão ser implementadas por todos, visando a reestruturação do setor filantrópico com o fortalecimento do conjunto das entidades para o enfrentamento dos desafios e, por conseguinte, reposicionamento estratégico no competitivo mercado de saúde.
8h30 às 9h10  Rede de Saúde Filantrópica
Palestrante:Wilson Pollara
9h10 às 9h50 Planos de Saúde Filantrópicos
Palestrante:Rogerio Medeiros
9h50 às 10h  Perguntas
10h às 10h10 Intervalo
10h10 às 10h40  Rede de Inovação
Palestrante:Jader Pires da Silva
10h40 às 11h10Hospital de Ensino
Palestrante:Danilo Carvalho Oliveira
11h10 às 11h30 Perguntas
8h30 às 10h30  Painel III – A Importância das Pessoas na Gestão Hospitalar. 
Palestrante:  
Proposta do tema: Uma das verdades mais inquestionáveis é a que consolida o ser humano como agente de Mudança e Transformação. O mito da preponderância da planificação extrema sobre as pessoas, que foi prevalente em boa parte do século XX, vem sendo descontruída neste século. A cada dia vemos e sentimos a velocidade das mudanças na sociedade, impulsionadas pelas atitudes das pessoas colaborativas e engajadas, mas será que estamos exigindo que estejam sempre e altamente motivadas? Nosso segmento cuida de gente, e é a nossa gente que requer a atenção para poder contribuir com padrões de prestação de serviços com segurança e qualidade. O nosso ambiente hospitalar possui forte potencial para oferecer à sociedade realizações nesse campo. No entanto, há que desconstruir o mito de que aos hospitais estaria reservado apenas um papel secundário de cuidar das enfermidades de seus assistidos sem a preocupação de incorporar as boas práticas no campo da gestão de pessoas. Temos de fato exercitado a empatia na gestão na área de saúde? 
8h30 às 9h15   As tendências do comportamento no mundo corporativo.
Palestrante: Alessandra Assad
9h20 às 9h50  Case: UNIMED Vitória – Engajamento, Cultura da Empatia e Cuidado com o Colaborador
Palestrante: Cosme Péres
10h às 11h30  Painel IIII – Ambiente de trabalho e Síndromes de Stress. 
Palestrante:  
Proposta do tema: Os ambientes de trabalho são pródigos em produzir soluções tecnológicas, progresso das empresas e geração de recursos para o país, favorecendo o crescimento profissional dos colaboradores e lhes proporcionando melhorias na qualidade de vida. A esse conjunto de preciosidades junta-se entretanto o fantasma da doença profissional e suas consequências perversas. Em grande medida, o mal do século XXI, a depressão, tem algumas de suas raízes fundadas em indesejadas condições de alguns ambientes de trabalho. O que é mito ou verdade? Neste painel, faremos uma análise detalhada desses benefícios x malefícios, para que nossos congressistas possam construir modelos de gestão em que preponderem produtividade e eficiência, conjugadas com valores humanistas e de cooperação permanentes e de resultados. Estamos cuidando de quem cuida de gente? 
10h às 10h40  Como encontrar limite em um mundo sem limites? 
Palestrante: Rafael Cristofoletti
10h40 às 11h20   Liderança como instrumento de transformação. 
Palestrante: Jairo Martiniano
11h20 às 11h30  Perguntas
8h30 às 11h30 Filantropia 4.0 
Palestrante: 
Proposta do tema: A tecnologia insere-se como um dos fatores mais decisivos de mudança. O domínio das competências no tratamento dos dados possibilitou nas últimas décadas a desconstrução de mitos que estavam prevalentes em muitos campos de atuação. Não foi diferente na saúde hospitalar. O que estamos assistindo nestes últimos anos é a construção de novos padrões de negócios, de operações e de comunicação, com forte impacto em todos os ambientes da sociedade do século XXI. Neste painel discutiremos as soluções possíveis e ao alcance de nossas instituições, desmistificando as premissas de que nos hospitais filantrópicos não tem lugar nesse mundo novo e desafiador. 
8h30 às 9h10 Como integrar startups à cultura de empresas tradicionais. 
Palestrante:Guilherme Machado Rabello
9h10 às 9h20 Perguntas
9h20 às 10h20  Introdução as Startups
9h25 às 9h40 Startup 1 – Mindify
Palestrante:André P. Ramos
9h40 às 10h Startup 2 – Conexasaúde
Palestrante:Guilherme Weigert
10h às 10h20 Startup 3 – Thermofay
Palestrante:Mayco Anderson Moreira
10h20 às 10h25 Intervalo
10h25 às 11h25 Telemedicina ao alcance dos nossos hospitais. 
Palestrante:Chao Lung Wen e Jacson Venâncio de Barros e Sandra Franco
11h35 às 12h15Enfim Mitos ou Verdades?
Palestrante: 
Proposta de tema:
11h25 às 12h15 Expansão dos programas de acreditação vão resolver todos os problemas? 
 – Inovação e tecnologia são grandes esperanças? 
 – Falta gestão nos Hospitais Filantrópicos? 
 – Precisamos de mais recursos? 
Palestrante:Flávio Battaglia, José Roberto Ferro e Paloma Rubinato
12h25 às 13h15 Painel Final: Navegar é Preciso. 
Palestrante:Frei Francisco Nélio Joel Angeli Belotti
Proposta do Tema: Precisamos publicizar as experiências exitosas que ocorrem nas instituições de saúde cujos resultados são conseguidos com esforço, dedicação, gestão, planejamento, engajamento, relacionamento e o firme propósito missionário que mobilizam os voluntários na causa das Santas Casas e Hospitais Beneficentes, tendo em tais organizações o sentido da vida que é o foco na pessoa. Neste sentido, veremos neste painel o conjunto de atividades que foram desenvolvidas pela Associação Lar São Francisco na Providência de Deus, suas articulações com a comunidade e poder público para o financiamento e funcionamento de suas operações, sendo um celeiro de oportunidade para o aprendizado dos Congressistas. Navegar é preciso e desafiar-se também para que não fiquemos apenas como meros expectadores na desconstrução de mitos e efetivação de verdades no setor saúde filantrópica. 
Barco Hospital Papa Francisco: viabilizando saúde, acolhendo vidas! 
13h15 Encerramento